Milhares protestam em Boston contra marcha pela ‘Liberdade de Expressão’

Manifestantes saíram às ruas antes de marcha por acreditar que protesto faria propaganda racista.
Por G1*
19/08/2017

Um comício convocado por grupos da extrema-direita nos Estados Unidos em nome da "liberdade de expressão" acabou reduzido depois que milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra o movimento, temendo que ele se tornasse uma plataforma para "propaganda" racista.
Cerca de 4 mil manifestantes participaram da marcha contra a intolerância, segundo a agência AFP.
Os dois eventos foram marcados por forte tensão e ocorrem uma semana depois das cenas de violência em Charlottesville, que deixaram uma mulher morta. Centenas de policiais se posicionaram nos arredores do parque Boston Commom para conter possíveis conflitos.
Cerca de 500 policiais colocaram barricadas para impedir veículos de entrarem no parque onde grupos farão sua manifestação. Eles também construíram um cordão de isolamento para apartar os dois grupos. As duas concentrações estavam a pouco mais de 3 km de distância uma da outras.
No Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiou o trabalho da polícia para conter os "agitadores".

Comentários