"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Falece Joaquín Navarro-Valls, porta-voz do Vaticano no pontificado de São João Paulo II



ROMA, 05 Jul. 17 / 05:00 pm (ACI).- Nesta quarta-feira, 5 de julho, faleceu o espanhol Joaquín Navarro-Valls, que foi durante mais de 20 anos Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.


Navarro-Valls, de 81 anos, serviu à Igreja no importante cargo do Vaticano entre 1984 e 2006, quando foi sucedido pelo sacerdote jesuíta Pe. Federico Lombardi.

A notícia de seu falecimento foi divulgada pelo atual Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, o norte-americano Greg Burke.


Joaquín Navarro-Valls nasceu em Cartagena, Espanha, em 16 de novembro de 1936.

Estudou na Universidade de Granada, Navarra e Barcelona, obtendo licenciatura em Medicina Cirúrgica em 1961, em Jornalismo em 1968 e em Ciências da Comunicação em 1980.

Foi professo assistente de Medicina entre 1962 e 1964, depois, membro do Conselho Diretor de Imprensa Internacional na Itália e presidente da Associação de Imprensa Internacional no mesmo país.

Foi fundador e subdiretor da revista Diagonal, Barcelona 1964, depois correspondente internacional de Nuestro Tiempo e, desde 1977, correspondente do jornal ABC de Madri, para Itália e Mediterrâneo Oriental.

Do mesmo modo, foi membro da delegação da Santa Sé para as conferências internacionais da Organização das Nações Unidas do Cairo (1994), Copenhague (1995), Pequim (1995) e Istambul (1996).

Desde 1996, foi presidente do Conselho de Administração da Fundação Maruzza Lefebvre d’Ovidio para os enfermos terminais de câncer.

Entre os prêmios profissionais que recebeu, estão o Prêmio de jornalismo “Leader de opinião” em 1980; o Prêmio “Calabria” para jornalismo internacional em 1984; o Prêmio “Laurel 1985”, Associação da Imprensa, Murcia; o Prêmio Internacional de Jornalismo “Ischia” em 1985; o Prêmio “Comunicador de 1997”, Telecom Itália, Nápoles.

Além disso, recebeu inúmeros títulos de honra, entre eles estão: Ordem do Mérito Civil na Espanha, em 1983; Grosse Silberne Ehrenzeichen fur Verdiente um die Republick Osterreich, em 1987; Commendatore da Ordem ao Mérito da República Italiana em 1989.

Também Commander da Ordem da Estrela Polar, na Suécia, em 1992; Grande Oficial da Ordem “Bernardo O’Higgins” da República do Chile, em 1993; Grande Oficial da Ordem ao Mérito da República Italiana, em 1993; Grão-Cruz da Ordem Nacional ao Mérito, no Paraguai, em 1995; Grão-Cruz da Ordem ao Mérito Civil, na Espanha, em 1997; Grão-Oficial da “Ordem do Libertador San Martín”, na Argentina, em 1997.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com