"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Monges surpreendem com ideia “refrescante” para arrecadar fundos e reconstruir mosteiro

Monges beneditinos de Núrsia / Crédito: Christopher McLallen, cortesia de Montfort Music

Roma, 16 Jun. 17 / 03:30 pm (ACI).- Os monges beneditinos de Núrsia, na Itália, pensaram em uma ideia interessante para arrecadar dinheiro para reconstruir o seu mosteiro destruído pelos dois terremotos que atingiram a cidade em agosto e outubro do ano passado.

A Basílica de São Bento, onde os monges viviam, foi construída entre os séculos XIV e XVI sobre uma estrutura anterior. Sua cripta é uma construção antiga do século I, onde, segundo a tradição, viveu o santo padroeiro da Europa.

Milagrosamente, a única habitação do mosteiro que permaneceu intacta foi a cervejaria onde produzem a famosa Birra Núrsia.

Depois dos terremotos, que provocaram a morte de centenas de pessoas, os monges foram obrigados a se mudar para barracas e cabanas em um inverno italiano muito frio.

Logo depois que se mudaram, começaram a trabalhar para reconstruir um novo mosteiro à prova de terremotos em San Benedetto em Monte.

Recentemente, os monges anunciaram uma notícia especial: a cerveja belga “Leffe” aceitou fazer uma parceria com eles para preparar uma edição especial, cujos lucros serão revertidos diretamente para a reconstrução do novo mosteiro.

“A cerveja Leffe, uma das preferidas da Bélgica e elaborada na tradição monástica, lançou uma cerveja de edição limitada especial com Birra Núrsia, nossa própria cerveja, como rótulo conjunto com Leffe Blonde”, anunciaram os monges em uma mensagem.

“Embora as duas cervejas, Leffe e Birra Núrsia, permaneçam distintas, o nome Núrsia na garrafa de Leffe Blonde simboliza o compromisso compartilhado das duas cervejarias: reconstruir Núrsia e dar esperança à região atingida pela tragédia”, explicaram.

As 100 mil garrafas desta edição especial só estarão disponíveis para a sua distribuição na Itália e financiarão diretamente a nova capela de madeira “que não é apenas para os monges, mas está aberta para todas as pessoas que têm sede de Deus”.

A cerveja Leffe tem raízes monásticas. A abadia de Leffe realizou este trabalho durante séculos até a Revolução Francesa que provocou o abandono e a destruição da cervejaria.

Na década de 1950, determinado a não deixar morrer a tradição cervejeira, o abade Pe. Abbot Nys conheceu o mestre cervejeiro Albert Lootvoet e fizeram um acordo.

Pouco tempo depois, a cervejaria Leffe começou a funcionar novamente e agora está sob a propriedade da Anheuser-Busch InBev. Uma parte do dinheiro ainda é enviada para apoiar o mosteiro de Leffe.

Para os monges de Núrsia, a capela de madeira é a primeira fase de uma reconstrução total da abadia. Embora seja inaugurada oficialmente em setembro, já celebraram uma Missa de ação de graças na capela de Pentecostes, apesar do teto do templo ainda não estar pronto.

“Deste modo, recordamos: Nisi Dominus aedificaverit domum en vanum laboraverunt qui aedificant eum”, disseram os monges, ou seja, “Se o Senhor não edifica a casa, em vão trabalham os que a edificam”.

Para os monges, esta experiência os recorda que “nos momentos de tragédia, quando tudo parece estar perdido, Deus nos chama a confiar que em algum lugar, de alguma maneira, pode nascer o bem”.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com