"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Inglaterra: Um passo rumo à comunhão entre Igrejas Metodista e Anglicana

2017-06-30 Rádio Vaticana


Londres (RV) – Depois de dois séculos de separação formal, a Igreja Metodista britânica e a Igreja Anglicana estão estudando um documento de reconhecimento recíproco.


Em 27 de junho a Igreja Metodista da Grã Bretanha e a Igreja Anglicana divulgaram um documento conjunto intitulado “Mission and Ministry in Covenant”, uma espécie de pacto que, se aprovado, tornará mais profunda a comunhão entre as duas Igrejas, tornando possível, por exemplo, que os ministros de culto de uma Igreja possam servir também na outra.

Condição esta – como recorda o texto no prefácio – totalmente impossível desde o fim do século XVIII, após a morte de John Wesley, fundador do metodismo e ex-ministro de culto anglicano.

Depois de duzentos anos de separação formal – declaram os dois copresidentes do grupo de trabalho redator do documento, Jonathan Baker (Bispo anglicano de Fulham) e Neil Richardson (Pastor metodista e Presidente da Conferência metodista de 2003), “estas propostas sobre o ministério episcopal e a reconciliação dos ministérios são congruentes com o ensinamento e a política das nossas duas Igrejas, e podem ser submetidos à aceitação das duas Igrejas”.

O relatório conjunto havia sido apresentado à Conferência metodista realizada em Birmingham de 22 a 29 de junho e será apresentado ao Sínodo Geral da Igreja Anglicana que terá lugar de 7 a 10 de julho.

O acordo representa um ulterior avanço nas relações entre as duas Igrejas, que se soma à convergência teológica selada com o Pacto anglicano-metodista de 2003 e o trabalho desenvolvido pela Comissão conjunta para a implementação do Pacto até 2014, quando o Sínodo geral da Igreja da Inglaterra e a Conferência metodista deram mandato às respectivas comissões litúrgicas e teológicas para aprontar uma série de propostas de colaboração.

Entre estas, além da possibilidade de partilhar os ministros, o reconhecimento pela parte metodista da figura de um presidente-bispo como expressão de uma forma de supervisão sobre a Conferência.

O Pastor Gareth J. Powell, Secretário da Conferência metodista, declarou que “metodistas e anglicanos têm necessidade urgente de um conjunto de propostas  para permitir às duas Igrejas de seguir ruma à plena comunhão, com uma partilha mais profunda no âmbito da missão e dos ministérios.

A figura de um presidente-bispo, apoiando a centralidade da Conferência, é um modo profundamente metodista de comprometer-se em todos os níveis com a Igreja da Inglaterra em um planejamento recíproco da missão cristã e da vigilância pastoral”.

Por sua vez, o Bispo anglicano Christopher Cocksworth, Presidente da Faith and Order Comission da Igreja da Inglaterra, afirmou estar agradecido pelo grupo de trabalho conjunto, “pelo modo atento e criativo de trabalhar na construção de um projeto que possibilite a permutabilidade do ministério pastoral nas nossas duas Igrejas”.

“A solução – continua ele – baseia-se na centralidade do episcopado histórico e no seu papel de supervisão dos ministérios de bispo. O modelo proposto consentirá às dioceses, aos distritos e às Igrejas locais de comprometerem-se em um renovado planejamento pastoral, pelo bem da missão de Deus neste país”.

(from Vatican Radio)
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com