"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sábado, 20 de maio de 2017

Centesimus annus: inclusão social e cultura de solidariedade

Papa com os integrantes da Fundação - OSS_ROM

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa recebeu na manhã deste sábado (20/5), na Sala Clementina, cerca de 300 participantes da Conferência Internacional promovido pela Fundação “Centesimus Annus Pro-Pontefice”, sobre temas prioritários como “as verdadeiras emergências planetárias”.

Aos numerosos participantes, provenientes de 18 países, Francisco expressou seu apreço pelos esforços realizados para buscar modos alternativos de compreensão da economia, do desenvolvimento e do comércio.
Desta forma, disse o Papa, a Fundação busca responder aos desafios éticos consequentes da imposição de novos paradigmas e formas derivadas da tecnologia, da cultura do esbanjamento e dos estilos de vida que ignoram os pobres e desprezam os frágeis. E acrescentou:
Alternativas construtivas
“A sua Fundação oferece uma preciosa contribuição ao levar em conta as atividades comerciais e financeiras, à luz da rica tradição da Doutrina Social da Igreja e de uma busca inteligente de alternativas construtivas. Vocês desenvolvem modelos de crescimento econômico centrados na dignidade, liberdade e criatividade, características peculiares da pessoa humana”.
O Papa recordou aos presentes a Declaração que a Fundação fez este ano, na qual destaca, justamente, que “a luta contra a pobreza exige uma compreensão melhor como fenômeno humano e não meramente econômico. E disse:
“Promover o desenvolvimento humano integral requer diálogo e envolvimento nas necessidades e aspirações das pessoas; requer escuta dos pobres e respostas a situações concretas. Isso requer animar as comunidades e a suas relações com o mundo dos negócios; criar meios para unir recursos e pessoas, onde os pobres sejam protagonistas e beneficiários”.
Somente assim, frisou Francisco, se poderá favorecer uma maior inclusão social e o crescimento de uma cultura de solidariedade eficaz.
O Papa concluiu seu pronunciamento expressando sua preocupação pelo grave problema do desemprego de jovens e adultos, que assumiu proporções alarmantes, sobretudo nos países em desenvolvimento. Tal problema deve ser enfrentado com senso de justiça e de responsabilidade para o futuro das gerações.
Por isso, Francisco exortou os membros da Fundação “Centesimus Annus” a terem coragem de levar a luz do Evangelho e as riquezas da Doutrina Social da Igreja para se resolver tais questões, mediante o diálogo e a pesquisa, para a construção de um mundo mais justo, livre e harmônico. (MT)
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com