"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

terça-feira, 11 de abril de 2017

Não temos medo: apesar dos atentados, Papa Francisco irá ao Egito este mês


Imagem do Papa Francisco sobreposta a pintura em honra aos 21 mártires coptas executados em 2015 pelo Estado Islâmico

Cristãos coptas egípcios foram alvo de covarde ataque do Estado Islâmico neste Domingo de Ramos

Apesar dos covardes atentados cometidos neste Domingo de Ramos contra duas igrejas cristãs coptas do Egito, o Papa Francisco não vai cancelar a viagem ao país, que já estava programada para os dias 28 e 29 deste mês de abril. As bombas detonadas durante as celebrações mataram pelo menos 44 pessoas e feriram mais de cem. O governo egípcio decretou estado de emergência por 3 meses.
_____________
Veja também:
_____________
A confirmação de que a viagem do Papa Francisco está mantida foi oficializada pelo Vaticano nesta segunda-feira, 10 de abril. Em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, monsenhor Angelo Becciù declarou:
“Não há dúvidas de que o Santo Padre manterá o seu programa de visita ao Egito. O que acaba de acontecer causou muita desordem e sofrimento, mas não pode impedir a missão de paz do Papa”.
A viagem do pontífice terá como lema “O Papa da paz no Egito da paz“. O objetivo é prestar homenagem aos cristãos coptas vítimas de inúmeros atentados no país e defender o diálogo civilizado entre as religiões.
Por segurança, a programação dos dois dias da viagem pontifícia não especifica os locais das reuniões. O que está confirmado é que o Santo Padre se encontrará com o presidente egípcio Abdel Fattah al Sisi, com o grande imã da mesquita de Al Azhar, Ahmed el Tayeb, e com Tawadros II, patriarca dos cristãos coptas ortodoxos, que, na manhã deste Domingo de Ramos, tinha estado em uma das igrejas atacadas, mas já havia saído quando ocorreu a explosão no local.
Ao meu querido irmão, Sua Santidade Tawadros II, à Igreja copta e a toda a querida nação egípcia, expresso o meu profundo pesar“, declarou o Papa Francisco durante o Ângelus deste domingo, no Vaticano.

Os cristãos coptas

Os cristãos coptas do Egito constituem uma das mais numerosas e antigas comunidades cristãs do Oriente Médio e são vítimas de discriminação em todo o país, tanto por parte da maioria muçulmana da população quanto das autoridades egípcias.
Os coptas se dividem atualmente em três grupos: a grande maioria, 90%, são ortodoxos, liderados pelo patriarca Tawadros II; os restantes 10% se dividem entre católicos, cujo patriarca é Ibrahim Isaac Sidrak, e protestantes.

Mártires

Em fevereiro de 2015, 21 cristãos coptas egípcios foram martirizados pelo grupo terrorista Estado Islâmico na costa da Líbia.
Saiba mais sobre a história e a atualidade dos cristãos coptas egípcios neste artigo:

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com