"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quarta-feira, 22 de março de 2017

Convicção do vigário geral do Papa

Cidade do Vaticano (RV) - “A verdadeira oração nos tira do egoísmo e nos torna instrumentos de amor que se alegra na doação aos outros. Se rezássemos verdadeiramente, o mundo se incendiaria de amor e mudaria totalmente.”
Essa é a convicção do vigário geral do Papa para a Cidade do Vaticano e arcipreste da Basílica de São Pedro, Cardeal Angelo Comastri, expressa numa conversação radiofônica com Pe. Vito Magno publicada no livro “A melhor arma – A oração segundo Papa Francisco”, pela Livraria Editora Vaticana (LEV).
“A verdadeira oração desdobra-se sempre em obras de caridade”, observa o purpurado que, recordando as palavras de Santa Madre Teresa de Calcutá, ressalta que “a oração purifica o coração e faz ver com outros olhos as pessoas que estão ao nosso lado; e, ao mesmo tempo, acende o amor no coração e impele a amar os outros com o amor de Deus mesmo”.
“A oração nos impulsiona a viver o mandamento do amor”, acrescenta o Cardeal Comastri, evidenciando que é possível identificar alguns efeitos da oração em algumas pessoas.
Se a oração retornasse nas famílias, seriam repletas da luz de Deus”, prossegue o arcipreste da Basílica de São Pedro, observando que “onde Deus está, há paz, alegria e amor. E consequentemente, teremos um mundo diferente”.
Porque “a oração  feita com fé é uma força que impulsiona em direção aos outros, impele a viver o amor para com os irmãos, a inclinar-se aos outros e a socorrê-los por este amor”. (Sir / RL)
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com