"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Incêndios: Cáritas Diocesana vai reconstruir oito habitações no Concelho de Mação

Agência Ecclesia 10 de Agosto de 2017, às 13:20  
Foto: Lusa
Foto: Lusa
Organização católica prevê investimento de 250 mil euros

Portalegre, 10 ago 2017 (Ecclesia) - A Cáritas Diocesana de Portalegre-Castelo Branco anunciou hoje a decisão de assumir a reconstrução de oito habitações no Concelho de Mação, após os incêndios das últimas semanas na região.

“A cooperação com a Câmara Municipal de Mação revelou-se bastante frutífera, pois desta parceria foi possível, em tão curto espaço de tempo, devolver a oito famílias a Esperança e a certeza de verem as suas casas recuperadas”, refere um comunicado da organização católica, assinado pelo seu presidente, Elicídio Bilé.

A nota enviada à Agência ECCLESIA prevê que a verba a investir, nesta primeira fase de ajuda, se situe nos 250 mil euros.

A Cáritas informa que tem estado no terreno para acompanhar as vítimas dos incêndios que “fustigaram a diocese, nos meses de junho e julho”.

“Foi com preocupação, mas com atenção e presença que estivemos com as vítimas e que assumimos a possibilidade de colaborar no esforço de recuperação das habitações ardidas”, refere a instituição.

Os incêndios florestais nos concelhos da Sertã e Castelo Branco, em julho, vieram a estender-se aos concelhos de Proença-a-Nova, Mação, Gavião, Vila Velha de Ródão e Nisa.

“Para além da imensa floresta ardida que originou a morte de animais, plantações, pomares e hortas, no Concelho de Mação arderam 14 casas de 1.ª habitação e um número considerável de arrecadações para animais e forragem, anexos de casas e algumas casas de 2.ª habitação”, informa a Cáritas diocesana.

A organização católica assumiu “de imediato” junto das famílias e da Câmara Municipal de Mação, a recuperação de oito habitações ardidas, com a ajuda das verbas recolhidas a nível nacional, no peditório decidido pela Conferência Episcopal Portuguesa, e das campanhas promovidas pela Cáritas.

Já no Concelho da Sertã, atingido pelo incêndio que teve início em Pedrógão Grande, a instituição, através da Cáritas Diocesana de Coimbra assumiu a reconstrução de três casas de 1.ª habitação.

“Ao garantirmos a reconstrução das habitações ardidas e o acompanhamento da Cáritas e da paróquia às famílias, sentimos o renovar da esperança e o sofrimento atenuar-se” observa Elicídio Bilé.

Na sequência dos fogos florestais que afetaram o território, o bispo da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, D. Antonino Dias, publicou uma nota onde afirma que os incêndios “denunciam erros” e “desafiam a solidariedade” em favor das populações atingidas.

OC
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com