"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

IGREJA CATÓLICA REIVINDICA MAIS DIREITOS PARA MINORIAS ÉTNICAS EM BANGLADESH

bangladesh2
A Igreja tem cerca de 270 mil fiéis no país, ou seja, 0,2% da população total.
Por Agência Ecclesia

O arcebispo de Chittagong, em Bangladesh, lamentou que os direitos das minorias étnicas e religiosas não sejam defendidos explicitamente na constituição do país asiático.

Dom Moses M. Costa deixou este alerta numa visita à sede internacional da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

bangladesh1
O Governo não reconhece a existência legítima destes grupos e ignora-os. Por isso não têm nenhuma possibilidade de se desenvolverem”, afirmou o arcebispo em declarações enviadas à Agência Ecclesia.

Segundo o responsável, os membros das minorias “são discriminados no lugar de trabalho e inclusive em algumas escolas, uma vez que não falam a língua nacional”.

“Quando os membros das minorias étnicas sofrem, também a Igreja sofre com eles, pois 60% dos nossos fiéis pertence a este grupo", explicou dom Moses.

A Igreja Católica, com os seus 270 mil fiéis, representa 0,2% da população total do país.

A Fundação AIS apoiou os projetos pastorais e sociais da Igreja Católica em Bangladesh, em 2016, com cerca de 560 mil euros.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com