"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sábado, 8 de julho de 2017

Em 'Menos de nós', montagem teatral atualiza o mito de 'Medeia'

 domtotal.com
Menos de Nós fica em cartaz no Teatro João Ceschiatti, até 16 de julho. A entrada é gratuita.
A partir de 28 de junho, entra em cartaz o espetáculo 'Menos de Nós'.
A partir de 28 de junho, entra em cartaz o espetáculo 'Menos de Nós'. (Divulgação)
A partir de 28 de junho, entra em cartaz o espetáculo 'Menos de Nós'. (Divulgação).

Inspirada em Medeia, icônica personagem da mitologia grega, a peça Menos de Nós, primeira montagem de conclusão de curso dos alunos do terceiro ano do Curso Técnico em Arte Dramática, do Centro de Formação Artística e Tecnológica da Fundação Clóvis Salgado – Cefart, aborda temáticas importantes da sociedade contemporânea como racismo, aborto, machismo e identidade de gênero, tendo a figura feminina como junção de diferentes histórias. No palco, 14 atores se revezam para interpretar os personagens.

Com direção de Adélia Carvalho, o espetáculo aponta atravessamentos ideológicos sob um viés cru, se distanciando da visão progressista de que diferentes personalidades podem conviver em harmonia. Como fio condutor desse antagonismo, a história da personagem grega de Eurípedes se transforma em outras, que vão sendo violentadas pela hipocrisia, pelo abandono e pelo preconceito da sociedade.

Criada a partir de um texto de Adélia Carvalho, emergente de um processo de pesquisa, improvisação e colaboração dos atores, a peça é um mergulho emocional no desenvolvimento das personagens femininas existentes na sociedade. Toda a história é apresentada ao público de maneira não linear, ambientando o espectador em um cenário entrecortado por sombras que expõem o lado mais sombrio das personagens. Em cada cena, fica evidente que as histórias são trazidas para o mundo real e os discursos são mais atuais do que realmente aparentam ser.

Ao atualizar o clássico mitológico com temas contemporâneos, Menos de Nós faz um relato cruel e verdadeiro de muitas famílias brasileiras. São três histórias que conduzem aos caminhos obscuros que arrastam as Marias, levando a atos fatais decorrentes da relação cotidiana com o racismo, a transfobia e o machismo.  “Durante o processo de montagem, nos atravessaram três ‘Marias’, trazendo em si resquícios de Josés, dos filhos e de tudo que inevitavelmente se contamina da dor plantada todos os dias no ventre dessas mulheres”, pontua Adélia Carvalho.

“Todas essas “Marias” estão sendo oprimidas. O que elas têm em comum é a culpa. Elas são as culpadas pelas diferenças dos filhos e carregam o preconceito da sociedade”, destaca a diretora, que também explica que o texto do espetáculo foi construído ao longo das pesquisas que os alunos fizeram.

O nome da montagem é uma sugestão de como a sociedade pode ser opressora aos diferentes e retirar, aos poucos, o que eles têm na essência. Para a aluna Jennifer Candeias, que interpreta Dona Clarice – uma alusão ao personagem Creonte, de Medeia, na história original – o processo de criação desse espetáculo foi um exercício de desconstrução para muitos dos participantes.

“Interpretar essas falas tão fortes, com essa temática contemporânea, é algo que mexeu muito com a turma. Não pelo ato de interpretar, mas por saber que buscamos referências em histórias reais, que acontecem todos os dias e que vão continuar acontecendo. É como se o racismo, a transfobia e tantos outros temas subissem ao palco para tomar nosso lugar”, destaca a estudante.

Sinopse

Criando um elo entre passado e presente, Menos de Nós se inspira em Medeia, a tragédia grega de Eurípedes, para recriar o mito e demonstrar como os valores cultivados pela sociedade, ainda hoje, contribuem para disseminar a opressão, a hipocrisia, o abandono e o preconceito. Aparentemente distante da realidade atual, a tragédia grega pode ser entendida como uma metáfora para explicar a tragédia dos dias atuais, presente no silêncio, na indiferença, no medo de se contaminar daquilo que aparentemente não diz respeito a nós, talvez, por medo do julgamento do outro. Menos de Nós propõe desatar os nós das indiferenças e nos deixarmos enlaçar e não nos contentarmos com o que há de menos em nós.

MENOS DE NÓS – ESPETÁCULO DOS ALUNOS DO CURSO TÉCNICO

EM ARTE DRAMÁTICA DO CEFART

Período: 28 de junho a 16 de julho
Horário: de quarta a segunda, às 20h; domingos, às 19h
Local: Teatro João Ceschiatti – Palácio das Artes
Endereço: Av. Afonso Pena, 1537 – Centro
Entrada gratuita, com retirada de ingressos 1h antes do espetáculo
Classificação: 16 anos
Informações para o público: (31) 3236-7400


Fundação Clóvis Salgado
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com