"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Parisiense deposita primeira denúncia contra o Estado por efeitos de poluição

 domtotal.com
Nonnez explicou que esteve "a ponto de morrer" durante um pico de poluição em dezembro de 2016.
(2014) Poluição encobre Paris
(2014) Poluição encobre Paris (AFP/Arquivos).

Uma parisiense com problemas respiratórios crônicos denunciou nesta quarta-feira o Estado francês por não tê-la protegido contra os efeitos nocivos da poluição, no primeiro processo deste tipo no país, informaram a interessada e seu advogado.

"Toda vez que há um episódio prolongado (de poluição) eu fico doente", declarou à AFP Clotilde Nonnez, de 56 anos, que toma de forma permanentemente medicamentos contra a asma e bronquite.

Nonnez explicou que esteve "a ponto de morrer" durante um pico de poluição em dezembro de 2016. "Meus problemas pulmonares provocaram um problema cardíaco sério", uma pericardite, afirmou a professora de yoga.

Seu advogado, François Lafforgue, afirmou que depositou em nome de sua cliente uma queixa junto ao Tribunal Administrativo de Paris. Eles pedem 140.000 euros por "danos sofridos".

"A vida da minha cliente foi profundamente alterada em razão de seus problemas médicos, suas passagens pelos serviços de emergência durante os picos (de poluição) e seus tratamentos", explicou o advogado, ressaltando o "a angústia e o prejuízo ligado ao risco maior de sofrer um câncer".

Para o advogado, o "Estado não estabeleceu regras suficientemente vinculativas" para combater a poluição do ar e "quando legisla, não faz o suficiente para a aplicação" da lei.

Lafforgue salientou que esta é a primeira denúncia do tipo na França, mas indicou que 30 outras pessoas vão fazer o mesmo nos próximos meses em Paris e outras cidades francesas como Lyon e Lille (norte).

A capital francesa experimentou em dezembro passado seu pior e mais longo episódio de poluição de inverno da última década, embora seus níveis tenham sido substancialmente mais baixos do que aqueles em cidades como Pequim ou Nova Delhi. Segundo a OMS, a poluição do ar causa 48.000 mortes prematuras por ano na França.


AFP
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com