"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Papa Francisco vai receber membros do Pontifício Colégio Português de Roma


Agência Ecclesia 04 de Maio de 2017, às 17:46      

Espaço testemunhou primeiros gestos de reconhecimentos de um Papa pelas aparições na Cova da Iria


Lisboa, 04 mai 2017 (Ecclesia) - O Papa Francisco vai receber esta segunda-feira, em audiência privada, o Pontifício Colégio Português de Roma, uma instituição que tem “especial relação” com a divulgação de Fátima junto da Santa Sé.

“Um dos objetivos da audiência, além de saudar o Papa, é agradecer a peregrinação que o Santo Padre vai fazer a Fátima, a 12 e 13 de maio, para presidir às celebrações do Centenário das Aparições”, disse o reitor do Colégio, padre Fernando Caldas, ao site oficial da visita do Papa a Portugal.

“Vamos também lembrar a especial relação entre o Colégio e a Fátima. A primeira pedra do atual edifício do Colégio foi benzida por Paulo VI em Fátima, em 1967, durante o Cinquentenário das Aparições”, explicou o padre Fernando Caldas.

Na audiência privada vão participar os 34 padres que foram atualmente a comunidade do Colégio, sete Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias, que prestam apoio no Colégio, e os nove funcionários da casa.

O Pontifício Colégio Português foi palco das primeiras referências públicas de um Papa às aparições de Fátima.

A 9 de janeiro de 1929, Pio XI recebeu em audiência privada o Pontifício Colégio Português de Roma e distribuiu aos alunos estampas da Virgem de Fátima, com a invocação “Mãe clementíssima, salvai Portugal”.

As pagelas com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, tinham sido impressas pelo Apostolado da Imprensa e exibiam o ‘imprimatur’ do bispo de Leiria, D. José Alves Correia da Silva, datado de 17 de maio de 1926.

Ainda em 1929, a 6 de dezembro, o Papa Pio XI benzeu uma imagem de Nossa Senhora de Fátima destinada àquele Colégio de Roma; a imagem foi esculpida pelo mesmo autor da que se encontra na Capelinha das Aparições, José Ferreira Thedim.

O Pontifício Colégio Português, em Roma, foi criado pela Carta apostólica ‘Rei catholicae apud lusitanos’, do Papa Leão XIII, para alojar os padres enviados para Roma pelos seus bispos ou superiores, com o objetivo de aprofundarem os estudos nas várias áreas do saber humano e teológico.

A instituição pertence à Conferência Episcopal Portuguesa mas depende também da Santa Sé, dado que o seu reitor é nomeado pela Congregação para a Educação Católica, sob proposta dos bispos de Portugal; o vice-reitor e outros responsáveis são designados pelo episcopado nacional, com o conhecimento do Vaticano.

OC
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com