"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

terça-feira, 23 de maio de 2017

Manchester. 22 mortos no concerto. Hipótese terrorismo

2017-05-23 Rádio Vaticana

Londres (RV) - Uma forte explosão causou a morte na noite desta segunda-feira de 22 pessoas, a maioria adolescentes, no Manchester Arena no final do concerto de Ariana Grande, a estrela pop estadunidense de 23 anos ídolo dos mais jovens. A hipótese é a de um ataque terrorista, mas se trabalha para ter um quadro mais preciso sobre o que ocorreu. Até agora nenhuma reivindicação. Unânime a condenação e a dor dos líderes mundiais.

 Sites jihadistas festejam o atentado

Como um ato de terrorismo: é assim que a polícia britânica está tratando a explosão que marcou ontem à noite o concerto de Ariana Grande na Arena de Manchester, a segunda maior da Europa, capaz de acolher até 21.000 pessoas. Parece que a causar a explosão foi um homem-bomba, que segundo a CNN, teria sido identificado. Sites jihadistas festejam o atentado, mas até o momento nenhum grupo reivindicou o massacre. Segundo o site que monitora as atividades jihadistas nos canais de apoio ao Estado Islâmico, está circulando um vídeo que mostraria o kamikaze, com o rosto coberto, suposto autor do massacre.

Dezenove os mortos contados entre os adolescentes, fãs da cantora, algumas horas após a explosão, mas esta manhã a polícia fala de 22 vítimas, incluindo algumas crianças, enquanto subiu para 59 o balanço dos feridos transportados para o hospital; vários outros foram medicados no local.

Suspensa a campanha para eleições 

A explosão ocorreu por volta das 22h30 na entrada da Arena, enquanto os jovens estavam começando a sair e o estádio estava sendo inundado de balões cor de rosa. A primeira-ministra britânica, Theresa May divulgou durante a noite uma mensagem de condolências e solidariedade às famílias das vítimas, sublinhando que o episódio está sendo investigado como 'um horrível ataque terrorista'. A May também suspendeu a campanha para eleições antecipadas no Reino Unido marcadas para o próximo dia 8 de junho. Suspenso também comícios e reuniões de outros partidos. Nesta manhã a premier vai presidir em Londres a Comissão de emergência para a segurança. O Departamento de Estado dos EUA ofereceu aos “amigos e aliados” britânicos todo o apoio necessário.

Grande pesar expresso em um tweet Ariana Grande, na sua primeira etapa de uma turnê mundial. Se for confirmada a hipótese de terrorismo, o atentado de Manchester será o ataque mais sangrento no Reino Unido desde 7 de julho de 2005, quando em uma ação perpetrada por extremistas islâmicos causou a morte de 52 pessoas. (SP)

(from Vatican Radio)
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com