"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

terça-feira, 9 de maio de 2017

IRMÃ MÍRIA KOLLING FALECE AOS 77 ANOS


Miria Kolling640A vida pra quem acredita, não é passageira ilusão, e a morte se torna bendita, porque é nossa libertação.
Por Rosinha Martins

A Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo-Scalabrinianas, manifesta sinceros sentimentos pela passagem de Irmã Míria Teresinha Kolling. “Manifestamos nossos sinceros sentimentos pela passagem de Irmã Míria Kolling, nossa Irmã na consagração e grande expressão na música. Ela foi um presente e um grande dom concedido a toda a Igreja do Brasil e à Vida Consagrada. Nossa gratidão a Deus, a ela e à Congregação que nos concederam tão grande presente. Nossa unidade de preces à Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria e o desejo de que Irmã Míria descanse em paz”, expressa a Superiora Provincial das Irmãs Scalabrinianas, de São Paulo, Irmã Sandra Maria Pinheiro.

Sobre Irmã Míria Kolling
Conferência dos Religiosos do Brasil - Regional São Paulo
Conferência dos Religiosos do Brasil - Regional São PauloIrmã Míria faleceu na tarde de quinta-feira, dia 5 de maio, em São Paulo, durante uma intervenção cirúrgica.

Gaúcha da cidade de Dois Irmãos, Irmã Miria, religiosa da Congregação do Imaculado Coração de Maria, era pedagoga, musicista e compositora. Desde cedo, ela aprendeu a cultivar o amor pela música, mas foi o Concilio Vaticano II a grande motivação para a composição, com a renovação litúrgica. Por dois anos, estudou música sacra na Alemanha e na Áustria, tendo produzido ao longo da vida mais de 700 cantos e de 40 gravações entre LPs e CDs. Ela também percorreu o Brasil ministrando cursos e encontros de Liturgia e Canto Pastoral.

A música litúrgica a levou a conhecer mais de 20 países, e a cantar nos Estados Unidos, Canadá, Japão, Portugal, Moçambique, entre outros. Ela também foi premiada em 2009 e 2012 com o Troféu Louvemos ao Senhor.

Nota da Diretora Geral da Congregação, Irmã Marlise Hendges

“A vida prá quem acredita, não é passageira ilusão, e a morte se torna bendita, porque é nossa libertação”

A Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, com muito pesar comunica o falecimento da querida Irmã Miria Teresinha Kolling. A sua morte nos pegou de surpresa e a levou de nós tão rapidamente. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que a ilumine e lhe dê o repouso eterno, e que Deus dê conforto aos seus familiares, à sua Comunidade, a todas as pessoas que amam Irmã Miria, para que possam enfrentar esta imensurável dor com fé e com serenidade.

“A vida prá quem acredita, não é passageira ilusão, e a morte se torna bendita, porque é nossa libertação”. “Os olhos jamais contemplaram, ninguém pode explicar, o que Deus tem preparado àquele que em vida o amar”. Esta foi a crença de nossa querida Irmã Miria ao escrever as canções relativas ao falecimento de entes queridos.

Hoje, a própria Irmã Miria está na presença de Deus, contemplando face a face o que Deus preparou para ela, que O amou intensamente por toda a sua vida.

Irmã MIRIA THEREZINHA KOLLING há 57 anos foi Religiosa da Congregação do Imaculado Coração de Maria. Nascida em Dois Irmãos, Rio Grande do Sul – Brasil, desde cedo aprendeu na família a amar e cultivar a música. Na Congregação teve oportunidade de aprofundar seus estudos musicais. Como compositora de música litúrgica e religiosa, conhecida sobretudo pelas Missas e cantos litúrgicos, para as Celebrações. Além de cantos para a catequese e evangelização, compôs mais de 600 músicas, em geral com letra e música de sua autoria.

Em nome da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, agradecemos a doação de Ir. Miria, que se deixou iluminar e conduzir pela Divina Ruah, na composição das belíssimas canções que, com poesia e musicalidade contribuem ao enriquecimento da Liturgia, à aproximação das pessoas e ao encontro com Deus.

Segundo Frei Patrício Sciadini, “Irmã Miria foi uma alma contemplativa, que compreendeu o desejo religioso mais profundo do ser humano, traduzindo-o em música que eleva a Deus. Através de seus cantos, o povo reza, medita a Palavra, se sustenta na luta, sempre atento aos sinais dos tempos que questionam e evangelizam”. O seu dom, colocado a serviço da Igreja, dará frutos abundantes e saborosos para a honra e glória de Deus.

Irmã Marlise Hendges
Diretora Geral da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria

Fonte: com informações icm
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com