"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Em coletiva, bispos abordam conjuntura política e 10 anos da Conferência de Aparecida

 domtotal.com
Bispos do Brasil estão reunidos em Aparecida em Assembleia Geral.
Cardeal Scherer: “O povo tem direito de se manifestar, de pedir esclarecimentos”
Cardeal Scherer: “O povo tem direito de se manifestar, de pedir esclarecimentos” (A12)

Nesta quarta-feira (26), primeiro dia da 55ª Assembleia Geral da CNBB, as discussões refletiram importantes trabalhos pastorais da Igreja do Brasil. O Arcebispo de São Paulo (SP), Cardeal Odilo Pedro Scherer, o Arcebispo de Mariana (MG), Dom Geraldo Lyrio Rocha e o bispo auxiliar de São Luís (MA), Dom Esmeraldo Barreto de Farias comentaram assuntos relacionados.

Iniciação Cristã

Dom Geraldo Lyrio Rocha explicou a necessidade da CNBB em abordar como tema central a ‘Iniciação Cristã’. “Nós estamos em uma sociedade cada vez mais pluralista, em um contexto em que a família já não dá conta em transmitir a fé cristã aos seus próprios filhos. Então a Igreja precisa rever toda essa questão e aprender com a experiência da Igreja antiga como alguém pode caminhar e tornar-se cristão, consciente, atuante e inserido na comunidade eclesial para ser de fato discípulo de Jesus e viver a sua fé”, afirmou.

10 anos da V Conferência de Aparecida

Dom Esmeraldo falou sobre os 10 anos da V Conferência de Aparecida, que reuniu todo Conselho Episcopal Latino Americano (Celam) em 2007 em Aparecida (SP) e contou com a presença do então papa Bento XVI. 

"A Conferência de Aparecida retoma o eixo da missão para a vida de toda a Igreja. O Concilio Vaticano II proclamou o decreto Ad Gentes - sobre a Atividade Missionária da Igreja, visando a evangelização em outras regiões, em outros países, mostrando que a Igreja é por natureza missionária. Proclamando a missão como eixo da vida cristã e contribuindo para formar discípulos e missionários. Nessa formação o acento está no encontro com Jesus. Isso nos conduz numa formação pessoal e pastoral”.

Manifestações populares e a Reforma da Previdência

O Cardeal Odilo Pedro Scherer comentou manifestações coletivas e a convocação de greve geral feitas por movimentos sociais e sindicatos para a próxima sexta-feira, 28. Reafirmando a posição da Conferência, o Cardeal defendeu o direito do povo em se manifestar.

“O povo te direito de se manifestar, de pedir esclarecimentos a respeito de questões como da Previdência Social e a Reforma Trabalhista. Essas manifestações visam que se chegue ao melhor. Que a Reforma da Previdência seja a melhor possível e que não venha prejudicar os mais pobres e privilegiar outros que podem naturalmente contribuir mais”, afirmou.

Pautas da Assembleia

Dom Odilo Pedro Scherer ainda falou sobre os temas que serão discutidos nos dias de assembleia destacando a aprovação da nova tradução dos textos litúrgicos, assuntos relacionados a Doutrina da Fé, a exortação Apostólica Pós-Sinodal do Papa Francisco “Amoris laetitia”, sobre o amor na família e momentos de reflexão dos momentos atuais vividos no Brasil.

Corrupção

Dom Geraldo Lyrio Rocha falou sobre a corrupção e lembrou o Projeto de Lei de Iniciativa Popular Ficha Limpa como um importante instrumento iluminador do eleitor.

“A Igreja, através da CNBB, tem procurado acompanhar com muita atenção e dando a colaboração que é própria da Igreja. A Igreja não é um partido político, a Igreja não é um sindicato, não é uma ONG, como tantas vezes o Papa Francisco tem recordado. A posição da Igreja se situa mais no nível ético e da defesa dos valores morais”, afirmou.


A12
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com