Egito: Papa encerra primeiro dia de viagem com homenagem a «mártires» cristãos do país (direto)



Agência Ecclesia 28 de Abril de 2017, às 18:19       

Francisco e Tawadros II, patriarca dos coptas ortodoxos, evocaram vítimas dos recentes atentados terroristas

Cairo, 28 abr 2017 (Ecclesia) – O Papa Francisco prestou hoje homenagem aos “mártires” cristãos do Egito, encerrando o primeiro de dois dias de visita ao Cairo, na sede da Igreja Copta Ortodoxa.

“Desde os primeiros séculos do cristianismo, nesta terra, quantos mártires viveram a fé heroicamente e até ao extremo, preferindo derramar o sangue que negar o Senhor e ceder às adulações do mal ou mesmo só à tentação de responder ao mal com o mal”, disse, perante o líder desta comunidade, Tawadros II.

Francisco falou na aproximação entre católicos e coptas ortodoxos, com base “de modo misterioso e muito atual” no que tem chamado de “ecumenismo do sangue”.

A intervenção evocou o “sangue inocente” das vítimas de ataques contra igrejas coptas no Domingo de Ramos (9 de abril), que provocaram dezenas de mortes.

“O sangue inocente une-nos”, disse o Papa.

O bairro cristão do Cairo foi alvo de um atentado terrorista em dezembro de 2016, quando uma bomba explodiu na capela de São Pedro, junto à sede do Patriarcado, provocando 29 mortes.

Após o discurso e a tradicional troca de presentes, Francisco e Tawadros II seguiram em procissão até à capela de São Pedro, para um momento de oração, acompanhados por líderes de outras confissões cristãs, incluindo o patriarca ecuménico de Constantinopla (Igreja Ortodoxa), Bartolomeu, e o patriarca sírio Gregório III Laham (Igreja Católica).

OC

Comentários