"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Anistia Internacional e UE alertam para a violência na Venezuela

 domtotal.com
A onda de violência e de repressão durante as manifestações na Venezuela está mergulhando o país.
Polícia bolivariana durante protesto opositor em Caracas.Polícia bolivariana durante protesto opositor em Caracas. (AFP)

O ciclo de violência e repressão na Venezuela ameaça a vida da população, alertaram nesta quinta-feira a Anistia Internacional e a União Europeia depois da morte de dois rapazes e um militar na mobilização de quarta-feira contra o governo de Nicolás Maduro.

"A onda de violência e de repressão durante as manifestações na Venezuela está mergulhando o país em uma crise de difícil volta atrás e que ameaça a vida e a segurança da população", assinalou a organização em um comunicado divulgado em Buenos Aires.

"É inaceitável que, apenas por sair às ruas, automaticamente um venezuelano ou uma venezuelana se encontre em perigo e fiquem expostos à repressão descontrolada das forças de segurança. É um direito de expressão, não um direito qualquer, mas o mais importante de toda a estrutura democrática",disse Mariela Belski, diretora executiva da Anistia Internacional Argentina.

A União Europeia, por sua vez, condenou os atos de violência registrados na Venezuela e pediu uma "desescalada" no país.

"Pedimos a todos os venezuelanos que se unam para fazer uma desescalada da situação e achar soluções democráticas dentro da Constituição", indicou a porta-voz Nabila Massrali.

Com bombas de gás lacrimogêneo, tropas de choque bloquearam na quarta-feira a gigantesca marcha contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em Caracas, onde estouraram focos de violência que causaram a morte de uma jovem de 23 anos e de um adolescente de 17.

Com estas duas vítimas, sobe para sete o número de mortos em três semanas de protestos, com os quais a oposição exige eleições gerais para tirar Maduro do poder.

O presidente é acusado de mergulhar o país rico em petróleo em uma severa crise econômica e política.


AFP
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com