"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quinta-feira, 23 de março de 2017

Refugiados: Papa alerta para «maior tragédia» humana desde a Segunda Guerra Mundial

Foto: Eric Gaillard, Reuters/Contrasto - Um refugiado em protesto junto à fronteira de Itália, em Ventimiglia
Agência Ecclesia 22 de Março de 2017, às 15:56        Foto: Eric Gaillard, Reuters/Contrasto - Um refugiado em protesto junto à fronteira de Itália, em Ventimiglia

Tema das migrações vai ser alvo de um seminário em Roma organizado pela Federação Internacional das Universidades Católicas

Roma, 22 mar 2017 (Ecclesia) – A Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC) vai promover esta sexta-feira em Roma um seminário sobre a atual crise de migrantes e refugiados.

De acordo com um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a iniciativa vai decorrer na Universidade Gregoriana, na capital italiana, com o contributo de “vários peritos académicos, políticos e representantes de organizações não-governamentais” ligadas ao desenvolvimento.

Durante a audiência pública desta quarta-feira com os peregrinos, na Praça de São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco abordou a questão dos refugiados e migrantes, considerando-a um dos maiores desafios deste tempo.

“Não esqueçamos que este problema é a maior tragédia depois da Segunda Guerra Mundial”, apontou o Papa argentino.

A FIUC destaca o “empenho” que a Santa Sé e o Papa têm tido, no sentido de dar “voz” a uma realidade que afeta já “65 milhões de pessoas no mundo”.

Isto quando há cerca de 10 anos o número de deslocados não chegava aos 20 milhões (19,4 milhões de refugiados em 2005).

“As estatísticas triplicaram”, graças também ao crescimento dos “conflitos” no mundo, o que “realça a urgência desta situação e coloca a crise migratória e o respeito pelos direitos humanos no centro dos desafios deste século XXI”, realça aquele organismo.

Com o referido seminário, intitulado ‘Migrantes e Refugiados’, a FIUC quer lançar as bases de um debate mais “alargado” que terá lugar entre os dias 1 e 4 de novembro também em Roma, e consolidar uma “rede de pesquisa e ação” neste campo.

A conferência internacional de novembro vai abordar não só a situação dos ‘refugiados e migrantes no mundo globalizado’ mas também ‘o papel e a responsabilidade das universidades’.

Para já, a FIUC realça que “o mundo académico está cada vez mais mobilizado” para este desafio, com “várias universidades a proporem soluções” para diferentes âmbitos, como “o acolhimento, a assistência legal e a formação dos refugiados nos campos”, passando por alternativas de estudo relacionadas com o fenómeno.

A causa dos migrantes e refugiados une também “muitos outros atores, desde organizações internacionais e instituições estatais, a organizações não-governamentais” e a FIUC espera recolher bons “frutos” para uma intervenção mais eficaz nesta crise de migrantes e refugiados.

JCP
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com