"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

quarta-feira, 15 de março de 2017

Papa condena «pecado gravíssimo» de tirar emprego às pessoas


Agência Ecclesia 15 de Março de 2017, às 09:49        Foto: Lusa

Foto: Lusa
Francisco lamentou «manobras económicas» que prejudicam trabalhadores


Cidade do Vaticano, 15 mar 2017 (Ecclesia) – O Papa condenou hoje no Vaticano o “pecado gravíssimo” de deixar pessoas sem emprego por “manobras económicas” ou interesses menos “claros”.

"Quem, por manobras económicas, para fazer negócios que não são totalmente claros, fecha fábricas, empreendimentos laborais, e tira trabalho aos homens, esta pessoa comete um pecado gravíssimo", disse, no final da audiência pública semanal que decorreu na Praça de São Pedro.

A intervenção, improvisada, foi saudada com uma salva de palmas pelos peregrinos presentes no Vaticano.

"O trabalho dá-nos dignidade e os responsáveis dos povos, os dirigentes, têm a obrigação de fazer todos os possíveis para que cada homem e cada mulher possam trabalhar e assim andar de cabeça erguida, olhar os outros nos olhos, com dignidade", assinalou Francisco.

O Papa tinha começado por deixar uma palavra de solidariedade aos trabalhadores da ‘Sky Italia’.

“Desejo que a sua situação laboral possa encontrar uma rápida solução no respeito pelos direitos de todos, especialmente das famílias”, apelou.

OC
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com