"Quem me dera ser leal, discreto e silencioso como minha sombra" (Dom Helder Câmara).

sábado, 25 de março de 2017

Papa chega a Milão e visita famílias na periferia

Resultado de imagem para papa francisco em milao panorama
2017-03-25 Rádio Vaticana


Milão (RV) - O Santo Padre deixou o Vaticano, na manhã deste sábado (25/3), às 7h10 (hora local), e se dirigiu ao aeroporto romano de Fiumicino, para mais uma Viagem Pastoral: a visita à cidade de Milão.

Milão, capital da região da Lombardia, no norte da Itália, a segunda maior do país, tem uma população de cerca de um milhão e meio de habitantes. A capital lombarda é cosmopolita: quase 14% da população é de origem estrangeira. A cidade continua sendo um dos principais centros industriais da Europa; sua economia é uma das mais ricas do mundo e uma das mais caras também, além de ser classificada como uma das mais poderosas e influentes.Milão é conhecida mundialmente como a capital do design e da moda, e tem um rico patrimônio cultural e religioso. 

 A Arquidiocese é dirigida pelo Cardeal-arcebispo Angelo Scola. A Sé da cidade de Milão tem a famosa Catedral ou “Duomo” dedicada a Santa Maria Nascente. A arquidiocese, com suas 1.108 paróquias, é uma das mais extensas do mundo. Seu Padroeiro é Santo Ambrósio, que foi Bispo da cidade de 374 até 397.

Periferia

O Papa chegou ao aeroporto de Milano-Linate às 8.15 horas (4.15 hora de Brasília). A seguir, dirigiu-se ao bairro popular Forlanini, conhecido como “Casas Brancas”onde visitou duas famílias em seus apartamentos e conversou com os moradores no pátio do condomínio. Ali, Francisco encontrou ainda alguns representantes de famílias nômades, islâmicas e imigrantes, que vivem no bairro. A eles o Papa fez uma breve saudação, dizendo:

“São vocês que me acolhem ao chegar a Milão! Este é um grande presente para mim: entrar na cidade e encontrar rostos, famílias, uma comunidade. Agradeço-lhes pelos presentes que me deram: uma estola, sinal tipicamente sacerdotal, e uma estátua de Nossa Senhora, que representa aquela posta no ponto mais alto sobre a Catedral”.

Explicando o significado de cada um dos presentes que recebeu da comunidade do bairro Forlanini Francisco disse: "A estola lembra que venho entre vocês como sacerdote. É uma estola tecida de modo artesanal. Sua importância consiste em recordar que o sacerdote cristão é escolhido pelo povo, para servir o povo... O sacerdócio é tecido pela fé, o trabalho, as orações e as lágrimas do povo".

Ao agradecer o segundo presente, a estátua de Nossa Senhora, cópia daquela que se encontra sobre a Catedral de Milão, chamada “Madonnina” (pequena Nossa Senhora), o Papa disse: “É ela que me acolhe na entrada da Cidade”, e acrescentou:

“Ela recorda a pressa de Maria que corre ao encontro de sua prima Isabel. É como a pressa, a solicitude da Igreja, que não está inerte esperando, mas vai ao encontro de todos, nas periferias, dos cristãos e não cristãos. Ela leva Jesus a todos, dá sentido à nossa vida e nos salva do mal".

Ao se despedir do povo, o Papa concedeu a todos a sua Bênção Apostólica. (MT)

(from Vatican Radio)
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Pe. Geovane Saraiva

Pe. Geovane Saraiva

POSTAGENS POPULARES

SIGA-ME

Siga por e-mail

Tecnologia do Blogger.
Copyright © F.G. Saraiva | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com