sábado, 30 de novembro de 2013

Dom Waldyr Calheiros Novaes morre em Volta Redonda, RJ, aos 90 anos

Ele faleceu aos 90 anos devido a falência múltipla dos órgãos.
Dom Waldyr estava internado desde meados de novembro.

Do G1 Sul do Rio e Costa Verde

Dom Waldyr Calheiros Novaes (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)Dom Waldyr nasceu em Murici, em Alagoas
(Foto: Reprodução/TV Rio Sul)
O Dom Waldyr Calheiros Novaes morreu na manhã deste sábado (30), em Volta Redonda, no Sul do Rio de Janeiro, aos 90 anos. Ele era bispo emérito da Diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda e faleceu devido a falência múltipla dos órgãos. Dom Waldyr estava internado com infecção pulmonar no CTI de um hospital particular desde meados de novembro.
O velório será na Igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Conforto, em Volta Redonda. Ele terá início na noite deste sábado e seguirá até a manhã de segunda-feira (2), quando será celebrada uma missa de corpo presente à tarde. Em seguida, o cortejo fúnebre seguirá para a Igreja Santa Cecília, onde acontecerá o sepultamento. A prefeitura de Volta Redonda decretou luto oficial de três dias pela morte do bispo emérito.
Dom Waldyr
Ele nasceu em Murici (AL), em 29 de julho de 1923. Se tornou padre em 1948 e bispo em 1964, quando morava no estado do Rio de Janeiro. Em 8 de dezembro de 1966, foi empossado
bispo da Diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda, sendo substituído em 2000 pelo bispo Dom João Mesci. Mesmo "aposentado", ele prometeu continuar a luta em favor dos pobres.

A vida de Dom Waldyr foi de constante envolvimento com as causas sociais, participação que começou durante o período da Ditadura Militar, em especial na defesa do trabalhador. Nos 34 anos à frente da diocese, participou de atos públicos contra a violência e condenou a impunidade e a tortura. A luta por justiça e igualdade lhe rendeu homenagens de grupos ligados à defesa dos direitos humanos. Dom Waldyr ficou, até a morte, com título de bispo emérito da diocese
.

Igreja solidária: Francisco queria ajudar no trabalho do esmoleiro apostólico, diz arcebispo


Do G1, em São Paulo

O Papa Francisco cumprimenta o esmoleiro apostólico, monsenhor Konrad Krajewski em foto de 19 de setembro  (Foto: L'Osservatore Romano/AP)O Papa Francisco cumprimenta o esmoleiro
apostólico, monsenhor Konrad Krajewski em foto de
19 de setembro (Foto: L'Osservatore Romano/AP)
Dois moradores de rua passam a noite nas ruas de Roma.
Konrad Krajewski, o esmoleiro apostólico do Vaticano – responsável por distribuir ajuda aos pobres - revelou o desejo do pontífice de sair com ele durante a noite para levar ajuda aos necessitados de Roma, segundo publicou a imprensa italiana nesta sexta-feira (29), de acordo com a agência EFE.
“No início, quando eu costumava sair à noite por Roma, às vezes o papa me perguntava se podia me acompanhar, e não se dava conta dos problemas que poderiam ser criados caso sua saída do Vaticano fosse conhecida”, explicou Krajewski.
O esmoleiro não respondeu se o Papa chegou a sair com ele alguma noite, o que criou especulações de que Francisco possa realmente ter saído incógnito do Vaticano.
Krajewski relatou como o papa, que o nomeou capelão no dia 3 de agosto, o pediu para repetir um costuma que tinha quando era arcebispo de Buenos Aires: sair pessoalmente para levar ajuda aos necessitados.
O arcebispo polonês de 50 anos recordou o que Francisco lhe disse quando o nomeou. “Não ficará sentando em um escritório. Não espera que as pessoas chamem a sua porta, vá busca-las. Quero que você fique entre as pessoas para que leve meu carinho aos pobres, aos desesperados, aos últimos.”
“Cada vez que o Papa me vê, me pregunta se preciso de dinheiro”, explicou o capelão, que relatou que Francisco costuma dizer que “uma conta corrente está bem quando está vazia, porque o dinheiro foi doado aos necessitados.”
Trabalho
O esmoleiro apostólico é a pessoa que deve colocar em prática as prioridades de Francisco por uma Igreja solidária.

Krajewski contou que acorda todos os dias às 4h30 e inicia sua jornada respondendo cartas de ajuda que chegam ao Vaticano e as que são entregues pessoalmente pelo Papa Francisco.
Ele se encarrega de comprovar que as cartas sejam verdadeiras entrando em contato com os párocos locais, e através deles envia pequenas doações – de 200, 500 ou 1000 euros, segundo a necessidade de cada um.
"Nós recebemos todas as manhãs cartas em um grande envelope. Elas vêm diretamente do Santo Padre. Ele nos orienta: 'Você deve telefonar para ele. Ou você saberá o que fazer... não há critérios, as coisas nascem segundo as circunstâncias'", conta.
Quando ele precisa ou deseja ver o Papa, vai diretamente à residência Santa Marta. O encontro dura cerca de 5 minutos.
Krajewski resolve os problemas o mais rápido possível, como por exemplo pagar o aluguel atrasado de uma família. Para evitar mentiras, "nós telefonamos para o padre responsável pela comunidade. É melhor ter uma carta timbrada do padre".
"Outro dia, o Papa me pediu para que eu enviasse 200 euros para uma senhora de Veneza que teve sua carteira roubada quando ia comprar seus remédios. As cartas que ele recebe geralmente são gritos de revolta", conta ele que é conhecido como "Dom Corrado", porque seu nome é muito complicado para ser memorizado.
Enviado pelo Papa a Lampedusa, Konrad Krajewski distribuiu 1.700 cartões telefônicos para que os eritreus sobreviventes o naufrágio telefonassem para suas famílias.
No início de novembro, o Papa recebeu uma carta emocionante de uma família italiana falando da perda irreparável de sua pequena Noemi, pois sofria de atrofia muscular espinal. Ele enviou Krajewski para ver a família, que foi hospedada na noite seguinte na residência Santa Marta, e para quem ele pediu para que a multidão reunida na Praça São Pedro orasse.
Durante a noite, acompanhado dos guardas suíços que fazem a segurança do Vaticano, o esmoleiro leva ajuda e comida a moradores de rua e outras pessoas carentes.
A Esmolaria Apostólica é financiada com doações e com 250 mil euros que são arrecadados anualmente com a venda de pergaminhos benzidos pelo papa, que custam entre 5 e 15 euros.
No ano passado, o grupo distribuiu cerca de 1 milhão de euros e ajudou cerca de 6,5 mil pessoas

Etanol de cana atravessa crise no Brasil, apesar da demanda alta

domtotal.com

Brasil é o primeiro produtor mundial de etanol de cana-de-açúcar.
Rio de Janeiro (AFP) - Brasil, o primeiro produtor mundial de etanol de cana-de-açúcar, atravessa um período de crise no setor, e apesar de uma produção e uma demanda nacional crescentes, muitas usinas fecham e a produção está comprometida.

Normalmente, as cifras de produção e consumo deveriam animar os produtores.

A região do centro-sul, onde se concentra a safra de cana, produziu 23 bilhões de litros de etanol até 16 de novembro, um número 15% superior ao mesmo período do ano passado.

O consumo interno, que absorve 85% do etanol brasileiro, também cresce, acompanhando as vendas de carros flex.

"Esta frota aumenta 17% ao ano; 90% dos carros novos vendidos no Brasil são flex", disse à AFP Thiago Campaz, analista de mercado da FG Agro.

Em 2020, os carros flex representarão 89% da frota do país contra os atuais 61%, segundo as previsões da Datagro.

Além disso, em maio, o governo autorizou o aumento de 20% a 25% do volume de etanol (álcool anidro), que obrigatoriamente se mistura à gasolina vendida no Brasil.

Reféns do preço da gasolina

Mas os indicadores em alta não resolvem a principal preocupação dos produtores: o preço de venda do etanol.

"Somos reféns do preço da gasolina para fixar o do álcool hidratado", explicou Antonio de Pádua Rodrigues, diretor técnico da ÚNICA, principal associação da indústria açucareira.

O consumidor decide se coloca etanol hidratado ou gasolina em seu carro, em geral com base no menor preço. Como o etanol tem uma eficiência 30% menor à da gasolina, estima-se que se está 30% mais barato é conveniente comprá-lo, explica.

O governo brasileiro, que busca manter a inflação sob controle, controla os aumentos de preços da gasolina desde 2006 e com isso, indiretamente, limitou o aumento do preço do etanol.

Mas neste período os custos de produção se elevaram significativamente. Segundo a associação de produtores Orplana, os custos de arrendamento da terra aumentaram 57%, entre 2005 e 2010, os de mão de obra, 47%, e a mecanização, 28%.

O resultado: as 385 empresas de processamento do país estão carregadas de dívidas. "Na região centro-sul, 40 usinas fecharam nos últimos três anos e 60 podem vir a fazê-lo nos próximos 24 meses devido às dívidas", afirmaram analistas do Deutsche Bank em uma nota publicada no fim de outubro.

A crise chegou a um tal nível que em 5 de novembro em Brasília mais de 300 parlamentares criaram a "frente parlamentar de valorização do setor sucroalcooleiro".

Demanda superaria capacidade de produção até 2020

O horizonte também embaçou para as exportações. A recuperação do real perante o dólar (nos meses de setembro e outubro passado) reduziu a competitividade do etanol brasileiro.

Por outro lado, os Estados Unidos, que absorvem 70% das exportações, pela primeira vez estão estudando reduzir a proporção obrigatória de etanol nos combustíveis.

"As exportações serão inferiores ao ano passado, com cerca de 2,6 bilhões de litros contra 3,4 bilhões em 2012-2013", antecipou o jornal da Única.

Segundo analistas, a capacidade produtiva do Brasil estaria ameaçada.

"Para poupar custos, as usinas poderiam sacrificar a renovação da safra, como fizeram em 2009-2010. Isto pode afetar mais o rendimento da cana e a concentração de açúcar nos próximos anos", destacou em nota publicada em outubro o banco de investimentos Macquarie.

Na falta de novas políticas de apoio ao setor, "a demanda potencial será superior à capacidade até 2020", acrescentou Plinio Nastari, presidente da consultoria Datagro.

"Estimamos que a região centro-sul pode processar 600 milhões de toneladas (...), o que impõe um limite claro à quantidade de açúcar (ou etanol) que se pode esperar do Brasil a longo prazo", prosseguiu a nota de Macquarie.

O setor da cana de açúcar emprega 1,2 milhão de pessoas no Brasil.
AFP

Emili: "O Papa nos convidou para não excluir qualquer fronteira, e agir sobre eles sem medo"

Digital Religião  Vida Religiosa

Francisco, com a União dos Superiores Gerais

O general do Marista revela como foi a reunião da USG Francisco


A Congregação dos Irmãos Maristas o projeto se junta à Religião Digital

Bastante Jesus, 30 de novembro de 2013, 19:47
 Papa recebe, com a sua proximidade para suprimir qualquer "barreira" e imediatamente fazer você se sentir à vontade e em casa
Francisco, com a União dos Superiores Gerais/>

Francisco, com a União dos Superiores Gerais

  • Francisco, com a União dos Superiores Gerais
  • Emili, superior geral do Marista
  • Francisco, com a União dos Superiores Gerais
Jesus Bonito ) foi realizada em Roma, a Assembleia da.-De novembro 27-29 União dos Superiores Gerais (USG). Na sequência dessa reunião, eles foram recebidos por Francisco, que anunciou que2015 será declarado um Ano de Vida Religiosa . Entrevistamos H. Emili, que nesta ocasião atuou como "facilitador" da Assembleia. Os Irmãos Maristas estão unidos neste mês de dezembro a redigir Digital Religião.
Você pode explicar o tema da Assembléia 82 da USG?
Continuando com a Assembleia anterior (maio de 2013), cujo tema foi "Liderança na Vida Religiosa, 50 anos depois do Vaticano II", também se pretende dedicar o mesmo problema, mas tentando aprofundar seu conteúdo e consequências específicas para o nosso serviço nas diversas congregações. Neste caso também desafiado por e nos deixar claro liderança l Papa Francisco, que inspirou-nos a todos muito. 
conjunto inteiro foi desenvolvido com uma dinâmica altamente participativos e de grupo, e, no final, fazer juntos uma série de "point- força "que reconhecem a liderança do Papa e que queremos incorporar em nossas vidas.

Você pode apontar alguns desses "ponto de força?"
No final da nossa Assembleia resumimos a nossa reflexão em um par de páginas que serão publicados nos próximos dias. . Mas eu posso encaminhar o esboço 
, sentimos um chamado à conversão em nosso serviço de autoridade em três aspectos:


Conversão de atitudes pessoais : um foco no serviço essencial, um serviço cuja autoridade vem de autenticidade, um serviço que se expressa com profunda humanidade. 
relações de conversão : um serviço que pode expressar de forma simples e direta; . um serviço que é um passeio com os irmãos, um serviço que busca a vontade de Deus, juntamente com os irmãos 
Conversão de prospectiva e estilo da missão : um serviço profético, um serviço que tem a coragem de "sair e fazer fora ", um serviço que divulga e expressa a cultura de encontro, um serviço alegre, portador de esperança.

Estas são as grandes questões, algo como "perfil" do que queremos para nós mesmos, inspirados pelo Papa. Como eu disse, cada um dos pontos é desenvolvido um pouco mais no documento preparado.

A novidade desta Assembléia foi o encontro com o Papa no último dia. O que você pode nos dizer sobre esse tempo?
flutuava na atmosfera da Assembleia com uma grande expectativa por ter a graça de viver este momento histórico. Parece-me que o simples facto da reunião, além do que disse o Papa, e deixa algumas mensagens importantes: ele não iria reduzir este espaço para um processo normal, mas nos deu toda a manhã, e depois declinou discursos preparados , mas preferiu um, fraterno diálogo aberto, muito perto. 
Enquanto ouvia, imaginei uma conversa pelo fogo, sem pressa, falando sobre as coisas que importam. Papa recebe, com sua proximidade, remover imediatamente qualquer " barreira " e fazer você se sentir confortável e em casa.

O que você destacar a mensagem que você deixou o Papa?
logo transcrição da substância destas horas de diálogo sobre diversas questões que afetam a vida religiosa são postados. Deixe-me apenas destacar alguns elementos que já foram destacados no comunicado de imprensa emitido logo após a reunião. 
Em primeiro lugar, o reconhecimento da vida religiosa como eu nvitación para viver o evangelho de maneira "especial". evitou usar a palavra "radical", porque todos os cristãos são chamados a ser radical. "Special" no sentido de que nós abraçamos um modo de vida e incorporar diferente do que a maioria do povo de Deus do evangelho.Mas em qualquer caso, deve ser como "um grito que desperta" algo como um "sinal de alerta" convida-o a ir ao essencial. 
Outro aspecto que quero destacar é a l LaMada ir fronteiras, muito no linha com o que já foi dito tantas vezes, mais recentemente em Gaudium Evangelii. nos convidou para não excluir qualquer fronteira, e agir sobre eles sem medo , sempre de acordo com o carisma ea missão de cada família religiosa.

Qualquer outro ponto que eu gostaria de destacar?
senti um grande apreço e interesse do Papa para a vocação de irmãos religiosos, e eu sinto que ele vai nos ajudar a torná-lo conhecido e apreciado em toda a Igreja. 
quanto eu valorizava a sua mente também aqueles que trabalham com jovens na educação, uma "fronteira". muito atual 
coisa que nos pegou de surpresa foi o anúncio de que 2015 será dedicado à vida consagrada. Obviamente, foi uma surpresa muito agradável!

Ponte dá a sensação de caminhar no céu na Malásia; veja fotos

Estrutura sustentada por apenas um pilar fica a 700 metros de altura.
Acesso é por teleférico; vista é para o mar e para floresta.

Do G1, em São Paulo

Langwaki Sky Bridge, ponte suspensa na Malásia (Foto: Jim Boud/Creative Commons)Langwaki Sky Bridge, ponte suspensa na Malásia (Foto: Jim Boud/Creative Commons)
Não é a toa que a ponte Langkawi Sky Bridge leva esse nome: a sensação de andar por ela é a de estar caminhando no céu (sky, em inglês).
Ponte dá a sensação de caminhar no céu (Foto: Dylan Walters/Creative Commons)Ponte dá a sensação de caminhar no céu
(Foto: Dylan Walters/Creative Commons)
Sustentada por apenas um pilar e por alguns cabos de aço, a ponte para pedestres fica a 700 m de altura no Monte Mat Cinchang, na ilha de Langkawi, na Malásia.
Com 125 metros de extensão e 1,8 m de largura, ela tem vista para o mar, para uma floresta tropical e para cachoeiras que ficam na região.
Para ter acesso à ponte é preciso fazer um passeio de teleférico que começa na Vila Oriental, uma pequena cidade turística da região.
Segundo o site de turismo da Malásia, “aqueles com medo de altura podem temer um pouco a altitude, mas a ponte é muito segura”.
Ponte é suspensa por um pilar e por cabos de aço (Foto: George Grinsted/Creative Commons)Ponte é suspensa por um pilar e por cabos de aço (Foto: George Grinsted/Creative Commons)

Dilma Rousseff reeleita com 47% - pesquisa Datafolha

                     

Nesse cenário, presidente seria reeleita no primeiro turno.
Pesquisa foi divulgada neste sábado no site do jornal 'Folha de S.Paulo'

Do G1, em São Paulo
Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (30) pelo jornal “Folha de S.Paulo” indica que a presidente Dilma Rousseff teria 47% dos votos e venceria no primeiro turno caso a eleição fosse hoje e ela tivesse como adversários o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

Neste cenário, Aécio teria 19% e Campos 11%. Votos em branco ou nulos seriam a opção de 16% e outros 7% responderam que não saberiam em quem votar.
Dilma cresceu 5 pontos na intenção de votos em comparação ao Datafolha divulgado em 11 outubro, que testou o mesmo cenário, com os mesmos candidatos.
A pesquisa também analisou a possibilidade da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais de 2014.
Segundo o Datafolha, ao enfrentar nas urnas os candidatos Aécio Neves e Eduardo Campos Lula ganharia o primeiro turno com 56% dos votos, enquanto Aécio teria 16% e Campos 8%. Votos em branco ou nulos somam 14% e outros 6% indicaram não saber em quem votar.
As candidaturas são prováveis – só serão oficializadas pelos partidos no ano que vem. A eleição de 2014 está marcada para 5 de outubro e, além de presidente, escolherá senadores, deputados federais, governadores e deputados estaduais.
O Datafolha entrevistou 4.557 pessoas em 194 municípios entre quinta (28) e sexta-feira (29), com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos
.

Patriarca Latino de Jerusalém preocupado pela situação de seca

Terra Santa: 

Cidade do Vaticano, 30 nov 2013 (Ecclesia) – D. Fouad Twal, patriarca Latino de Jerusalém, escreveu uma carta aos fiéis onde pediu oração e jejum “pelo dom da chuva”, no dia 1 de dezembro, primeiro domingo do Advento.
“A chuva está atrasada na Terra Santa e a ameaça da seca paira sobre nós. Em tempo de seca, devemos rezar para que Deus nos abençoe, tenha piedade de nós e nos auxilie em nossas necessidades, em particular a água, e liberte a nossa terra do mal da seca”, escreveu em árabe D. Fouad Twal.
O patriarca Latino de Jerusalém pediu a todos os fiéis que consagrem o primeiro domingo de Advento, dia 1 de dezembro, “à oração e jejum para invocar o dom da chuva”, divulga a Agência Fides.
D. Fouad Twal já tinha feito um pedido semelhante, no Advento de 2010 quando a região também se encontrava numa “estação particularmente seca”, relembra a agência do Vaticano.
Fides/CB

Papa Francisco: «muita humanidade acumulada»

Igreja/Sociedade: Patriarca de Lisboa diz que 

D. Manuel Clemente sublinhou que o cardeal Jorge Bergoglio «fez tudo o que pôde e soube, para salvar” as pessoas no regime argentino.

Lisboa, 29 nov 2013 (Ecclesia) – O patriarca de Lisboa considerou, hoje, que o Papa Francisco tem “muita humanidade acumulada” e o livro «A Lista de Bergoglio» é uma forma de lhe fazer justiça.
Numa conferência sobre «Uma esperança sem fronteiras», realizada esta tarde na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, e dividida em dois painéis: «A Lista de Bergoglio» e «Um olhar sobre a Síria», D. Manuel Clemente sublinhou à Agência ECCLESIA que “o regime na Argentina foi horrível e matou tanta gente, mas o cardeal Jorge Bergoglio “fez tudo o que pôde e soube, para salvar” as pessoas.
A obra «A Lista de Bergoglio» foi escrita por Nello Scavo e vem reforçar a imagem positiva que o Papa já tem junto da sociedade, mas a força que Francisco tem “na opinião pública (já a tinha na Argentina e na América Latina) decorre da sua personalidade”, referiu D. Manuel Clemente.
Ao falar sobre os dramas dos “cristãos da Síria e do Iraque”, o patriarca de Lisboa reconhece que estes “têm uma margem de manobra muito estrita” e é “uma dor de alma ver o que está a acontecer” naqueles países.
Os bispos da Síria e do Iraque estão “muito temerosos em relação ao futuro”, todavia “já se habituaram a viver numa insegurança permanente”, acrescentou D. Manuel Clemente.
Apesar dos problemas que os portugueses vivem e “que não são poucos”, noutras latitudes existem outros a viverem “em piores situações”, adianta.
O colóquio contou também com a presença do antigo presidente da República, Jorge Sampaio, que contou à Agência ECCLESIA que os portugueses “são solidários” com outros povos.
A Síria está “devastada em todos os sentidos” e cerca de 4 milhões de pessoas estão “fora dos seus locais de habitação” e “um milhão e tal de crianças sem escola”, lamentou Jorge Sampaio na qualidade de fundador da Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios.
Para fazer face aos dramas na Síria, Jorge Sampaio revelou que existem ações de solidariedade e uma delas é a atribuição de “bolsas de estudo aos estudantes universitários e vagas nas universidades”.
“É preciso ajudar aquele povo” e as “associações académicas estão a lançar campanhas de ajuda ao povo sírio”, acrescentou.
Portugal tem “verdadeiras características” que são “muito úteis no domínio da paz” e que se deve “ajudar a frutificar”, concluiu o antigo presidente da República.
HM/LFS

A Borja cura, acusado de abuso sexual e lavagem de dinheiro

Florencio Garcés

A pesquisa não está relacionado com o "Ecce Homo"


Este fim de semana vai para o tribunal

Escrevendo, 30 de novembro de 2013 às 08:43
 A prisão ocorreu após seis meses de investigação, que é iniciada sequência de duas queixas relativas a crimes contra a propriedade
O Ecce Homo Borja/>

O Ecce Homo Borja

O 'Ecce Homo' supostamente restaurado Borja/>

O "Ecce Homo" supostamente restaurado Borja

  • O Ecce Homo Borja
  • O 'Ecce Homo' supostamente restaurado Borja
Florence Garcés, a cura Borja , foi preso ontem pela Guarda Civil, acusado de possíveis crimes de abuso sexual continuado, apropriação indébita, coação, crimes de lavagem de dinheiro e de simulação . A operação foi realizada por agentes das posições da Guarda Civil de Tarazona e Borja.
A prisão ocorreu após seis meses de investigação, que é iniciado na sequência de duas queixas relativas a crimes contra a propriedade. A investigação levou a este sacerdote, Florencio Garcés, que havia projetado décadas em uma paróquia de Borja. Esta cidade, que pertence à diocese de Tarazona, saltou para a fama no ano passado e metade no caso do "Ecce Homo" , pintura "restaurada" um vizinho, sem sucesso e, eventualmente, tornou-se um destino para milhares de turistas. O fato de que o detido, além do trabalho pastoral na pároco usado também para dizer missa na capela durante o verão é dado.
Francisco Miguel Arilla, presidente Sancti Spiritus da Fundação, que administra a igreja onde o Eccehomo, uma obra de grande repercussão internacional, após a restauração que realizou um pintor local, insistiu que di nero tem nada a ver com o produto pelos visitantes a esta obra , que é exibido em uma igreja localizada a 5 km da cidade. De acordo com o Presidente do Conselho, pelas visitas terão sido levantada "cerca de 50.000 €, não mais 'e todo esse dinheiro que está sendo enviado a um lar de idosos.
Entre os crimes que estão sendo investigados incluem o alegado desvio de fundos em uma paróquia. A quantia seria de cerca de € 210.000, dos quais 146.000 foram Encargos retirados a partir de abril até agora.
Fontes da Guarda Civil explicaram que a pesquisa foi descobrir outras premissas ilegais em que este padre, incluindo um crime continuado de abuso sexual, coerção outra e outra lavagem de dinheiro também é acusado.
Esta manhã, sexta-feira, agentes da Guardia Civil praticado um recorde em casa do pastor, em que equipamentos de informática foi operado, bem como "a documentação relevante para esclarecer os fatos alegados" 3200 € e um telefone celular, o conteúdo do fazer entradas e saídas chamadas estão sendo estudadas.
O padre foi preso às 14:00 pm na sexta-feira. No entanto, as mesmas fontes indicaram que a investigação não está dando ainda fechado . As investigações ainda estão em andamento para determinar, entre outros aspectos, se poderia haver qualquer outra pessoa envolvida. 70 O sacerdote vai ao tribunal neste fim de semana.
(RD / Agências)

Pe. Geovane Saraiva na Revista digital mais completa do Brasil

http://domtotal.com/pesquisar.html?cx=012259053967918215205%3A5hjxysyg8bg&ie=UTF-8&cof=FORID%3A11&q=padre+geovane+saraiva ...